Entrevista: Crystal Waters se apresenta em São Paulo

Por Ivi Brasil

Crystal-Waters.jpg

Se você tinha mais de 20 anos no início da década de 1990 e curtia uma boa pista de dança, deve se lembrar da cantora Crystal Waters. Aquela garota dos top hits “100% Pure Love” e “Gypsy Woman (She´s Homeless)” que fazia multidões rebolarem mundo afora.

No Brasil, Crystal logo conquistou fãs como os DJs Mauro Borges e Mau Mau, que inciavam suas carreiras naqueles tempos. A boa notícia é que Crystal Waters se apresenta em São Paulo, na sexta-feira (17/8), e promete cantar todos os sues hits e algumas novidades como “I am house”, que saiu no início do ano e já tem um vídeo pra lá de dançante rodando no youtube. Ela vem com dois dançarinos e será precedida por Mauro Borges e depois entrega a festa nas mãos de Mau Mau. Noitada boa, hein?!

Não podíamos perder essa festa histórica e já fizemos contato com a diva da dance music; Confira a seguir a entrevista que Crystal Waters nos deu com exlusividade. E de brinde tem uma seleção incrível de hits dos anos 1990 feita pelo DJ Mauro Borges – tem coisas do tempo do Massivo e Nation! Corre pra pista que a noite promete muito suor e requebrados.

O que podemos esperar do show na sexta-feira? Poderia nos contar um pouquinho?
O meu show é divertido e energético, para aqueles que gostam de dançar tenho certeza que vão se divertir muito! Vou ter meus dois dançarinos comigo, e vou cantar todos os meus hits.
 
Como você sente a atual dance music em comparação com os anos 1990, quando iniciou sua carreira? Hoje está mais fácil de atingir o público? E quem é o seu público atualmente?
Estou amando o ressurgimento da house music. Sinto que a EDM tirou alguns baixos e a música perdeu um pouco da sua alma, mas estou amando as coisas novas que estou ouvindo. Meu público está bem misturado, nos dias de hoje. No meu show, as pessoas vêm para ouvir músicas dos anos 1990, então tenho públicos bem diversos e saquei que tem um público mais jovem que descobriu a house music recentemente, e todos eles querem dançar. É bom ver as multidões dançarem novamente ao invés de apontar para o DJ.
 
Você tem novidades para lançar? Quais são seus produtores preferidos?
Ah, sim! Tenho novas músicas que saem em breve, pois eu estou sempre compondo. Não tenho produtores preferidos, mas prefiro trabalhar com pessoas com inclinação musical, que conhecem acorde e estrutura musicais. Há DJs que se autointitulam produtores e eles não são. Eles são remixers, na melhor das hipóteses
 
Você já cantou músicas brasileiras no passado, como Garota de Ipanema (em um remix de Frank Knuckle) e The Boy from Ipanema (para o projeto Red Hot and Blue), ambos em 1996. O que mais você sabe sobre os ritmos brasileiros e o que te interessa da música brasileira?
Conheço "Magalenha" e "Mas que nada", do Sérgio Mendes, não posso me esquecer dele. Estou interessada em todo tipo de música, toda música me inspira muito.
 
O que você pretende fazer em São Paulo durante sua estadia na cidade?
Simplesmente gosto de estar entre as pessoas e sentir a cultura local. Planejo dar umas caminhadas para conhecer a cidade e provar algumas comidas brasileiras deliciosas.

A seguir, confira a playlist feita por Mauro Borges, que abrirá para Crystal Waters. Mauro Borges foi um dos precursores da house music no Brasil e, ao lado do DJ Renato Lopes e da promoter Bebete Indarte, foi responsável pelo grupo Que Fim Levou o Robin?, com os hits “Aqui não tem Chanel” e “Que fim levou o Robin”. 

Dance Attack com Crystal Waters live
Evento no Facebook

Sexta-feira, 17 de agosto, a partir das 22h (abertura da casa às 21h30)
Palácio das Convenções Anhembi, Hall Nobre 02 (Av. Olavo Fontoura, 1209 – Santana)
Ingressos: R$ 90 a R$ 230 Venda de ingressos online.
Classificação: 18 anos
Organização: Planetech Music